Notice: Undefined index: HTTP_ACCEPT_LANGUAGE in /var/www/novosite/bib/classes/util/i18n/Language.php on line 106
» Fundação Amazônia Paraense de Amparo à Pesquisa «
Webmail | Acessibilidade
Redes Sociais
Presidente da Fapespa visita Polo Cientifico-Tecnológico do Mar e Petróleo da UFPA campus Salinópolis

Presidente da Fapespa visita Polo Cientifico-Tecnológico do Mar e Petróleo da UFPA campus Salinópolis

Data: 19/03/2018

O presidente da FAPESPA, Eduardo Costa, juntamente com a secretária adjunta da Sectet, Maria Amélia Rodrigues, com o pró-reitor de pesquisa e pós-graduação da UFPA, Rômulo Simões Angélica, e também professores e pesquisadores, realizaram na manhã desta sexta-feira, 16, uma visita técnica ao Polo Científico-Tecnológico do Mar e Petróleo da UFPA Campus Salinópolis, objeto de um convênio assinado entre a Fapespa e a UFPA no valor superior a R$ 20 milhões.

A equipe visitou os laboratórios, a biblioteca, a estrutura administrativa no Campus, além de conhecerem mais detalhes do projeto. O Polo, em plena operação, irá contar com os cursos de graduação em Engenharia de Exploração e Produção de Petróleo, Engenharia Costeira e Oceânica, Engenharia Computacional, além das licenciaturas em Física e Matemática, e alguns cursos de pós-graduação. Totalmente implantado, o polo terá mais de mil alunos transformando Salinópolis em um importante polo universitário no estado do Pará.

De acordo com Eduardo, "esta ação caminha na direção da diretriz institucional da Fundação do fomento e amparo à pesquisas e da descentralização dos recursos, seguindo a estratégia do Pará 2030. Com esse investimento entendemos  a necessidade de tornarmos Salinas uma cidade universitária e também prepararmos a mão de obra local para aproveitar as potencialidades vindouras da exploração costeira aqui no estado do Pará da pesca, da oceanografia, da biologia, da engenharia do petróleo", afirmou.

Para o Professsor Adilson Oliveira, coordenador do campus Salinópolis – UFPA, "nós estamos na expectativa da assinatura de um aditivo ao convênio no sentido de dar continuidade. O futuro que nos espera é a abertura do curso de Engenharia Costeira e Oceânica de 2019. Em 2020 o curso de Engenharia Computacional, consolidando dessa forma a proposta inicial da implantação do polo”, finalizou.

Enviar por email

Deixe seu Comentario

Veja também

SIG AMAZÔNIA

Links úteis +

Editais, Ferramentas e Avisos +