Notice: Undefined index: HTTP_ACCEPT_LANGUAGE in /var/www/novosite/bib/classes/util/i18n/Language.php on line 106
» Fundação Amazônia Paraense de Amparo à Pesquisa «
Webmail | Acessibilidade
Redes Sociais
PIB do Pará chega a R$ 138 bilhões e é considerado o 12° maior do país

PIB do Pará chega a R$ 138 bilhões e é considerado o 12° maior do país

Em 2016, a variação em volume apresentada é de -3,98%, sendo o 14° desempenho entre as UFs

Data: 16/11/2018

O Produto Interno Bruto (PIB) do estado do Pará foi de R$ 138 bilhões, contribuindo com 2,2% do PIB nacional e 43,5% do PIB da Região Norte. Com esse resultado, a economia paraense volta a ocupar a 12ª posição no ranking nacional, uma abaixo em relação ao ano anterior. É isso que apontam os dados dos estados do ano de 2016 (ano de referência 2010), disponibilizado pela ótica da produção e pela ótica da renda, divulgados pela Fundação Amazônia de Amparo e Estudos e Pesquisas (Fapespa), em parceria com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O PIB per capita estadual foi de R$ 16.690 em 2016, 4,24% superior ao valor de 2015, ocupando assim a 22ª posição, a mesma do ano anterior. Em percentual, a relação entre o PIB per capita do Pará e o PIB per capita da Região Norte foi de 87,64% e com o PIB per capita do Brasil foi de 54,88%.

Para o presidente da Fapespa, Helder Mello, “a Fapespa cumpre o seu papel no estado de não dar apenas conhecimento público dos resultados referentes ao PIB 2016, mas também ajuda no contexto, não só do setor publico, mas também do privado, a ter referência para a condição necessária, importante e significativa da politica pública de planejamento. Com isso, tudo aquilo que venha para um contexto positivo, como o resultado do PIB 2016, possa servir  como um parâmetro desencadeador e um atributo estimulante para buscar fazer muito melhor para os próximos anos, considerando que temos riqueza, competência, capacidade e potencialmente muito valor agregado no estado”, disse.   

Em termos nominais, o PIB do Pará cresceu 5,48%, resultado do Valor Adicionado (VA), que chegou a R$ 124 bilhões e variou 5,47%, e dos Impostos sobre produtos líquidos de subsídios que marcou R$ 13 bilhões, cuja variação foi de 5,5%. A composição do PIB de 2016, calculado pela ótica da produção, apresenta a mesma estrutura de 2015, sendo a participação dos Impostos no PIB de 9,62% e a do Valor Adicionado de 90,38%.

Ao analisar a participação dos setores econômicos em 2016, o setor agropecuário contribuiu com R$ 17,168 bilhões, ou 13,7% do valor adicionado à economia no ano. Essa participação foi a maior registrada na série 2010-2016, 1,5 ponto percentual (p.p) acima de 2015 e uma variação nominal de 18,4% a maior entre os três setores.

A Indústria adicionou à economia R$ 31,520 bilhões e sua variação, em relação a 2015, foi negativa em -5,02% reduzindo assim sua participação no VA do estado em 2,8 p.p, contribuindo com 25,3% à economia, a menor da série. Os Serviços representaram 61% do VA estadual com R$ 76 bilhões em 2016, o maior percentual da série com uma variação percentual de 7,75% e 1,3 p.p acima do registrado em 2015.

 

O PIB pela ótica da renda – Brasil e Pará, 2016

O PIB pela ótica da renda é calculado a partir da agregação da remuneração dos empregados; do total dos impostos incidentes sobre a produção, líquidos de subsídios; do rendimento misto bruto; e do excedente operacional bruto. Ele mostra como se processou a distribuição do valor adicionado pela produção de bens e serviços entre as famílias que receberam salários e o lucro recebido  pelos empresários, além dos impostos gerados na produção e comercialização.

A remuneração dos trabalhadores paraenses em 2016 chegou a R$ 57,548 bilhões, 2,5% acima do ano anterior. A remuneração dos empresários (excedente operacional e rendimento misto) cresceu 8,2% e alcançou R$ 66,439 bilhões, e os impostos apresentaram variação percentual de 5,4% e foi de R$ 14,081 bilhões.

Enviar por email

Deixe seu Comentario

Veja também

SIG AMAZÔNIA

Links úteis +

Editais, Ferramentas e Avisos +